Quem Somos

Em sete de setembro de 1822 o Brasil deixava de ser colônia de Portugal declarando a sua independência. Dom Pedro I enxergava uma nova nação organizada, tendo desde o princípio, priorizado o fomento a cultura jurídica no país através da criação das primeiras faculdades de direito através do projeto criado em 31 de agosto de 1826 que se converteu em lei em 11 de agosto de 1827.(daí a comemoração do dia dos advogados).

Assim, desde o final de  1931 já existiam advogados formados no Brasil. Um seleto grupo de intelectuais  reuniu-se para   formular um projeto para a sociedade brasileira, como também uma organização jurídica forte, coesa e que participasse das principais discussões do país.

Nascia então o Instituto dos Advogados Brasileiros no ano de 1843.  No  período imperial  o IAB tratava-se de um órgão governamental, consultado pelo imperador e seus assessores diretos como também pelos tribunais. Com o passar dos anos, houve a criação dos institutos regionais filiados.

Na década de 1930, um grupo de amigos juristas, inseparáveis, defendiam a justiça,   e propagavam o fortalecimento do direito no Estado. Eram eles D. Francisco de Aquino Corrêa, José Barnabé de Mesquita,  Lamartine Ferreira Mendes, João Barbosa Faria, Miguel Carmo de Oliveira Mello, Carlos Gomes Borralho,  Cesário  da Silva Prado,  Philogonio de Paula Corrêa, João Cunha, Virgílio Alves  Corrêa Filho, Franklin Cassiano  da Silva,  Ulisses Cuiabano, Ernesto Pereira Borges, João Vilas Boas,   Palmiro Pimenta e Benjamim Duarte Monteiro.  Sob a  batuta de José Barnabé de Mesquita, visionário, escritor, poeta, historiador e advogado, o Instituto dos advogados Mato-grossenses teve a sua semente plantada.

O idealizou e em  1932   passou a  presidi-lo informalmente tendo procedido o seu registro perante o Cartório Registral de Cuiabá – diga-se, registro geral de pessoas jurídicas  n. 29 – em 30 de agosto de 1933, sob a nomenclatura de Instituto da Ordem dos Advogados de Mato Grosso, alterada em 1974.  Foi sucedido por Salvador Celso de Albuquerque, Desembargador Aposentado, em 1934, tendo como secretário João Vilas Boas (futuro senador), sendo Benjamim Duarte Monteiro o presidente da gestão seguinte. É importante registrar que o  Instituto  dos Advogados Mato-grossenses foi a primeira instituição jurídica do Estado, de onde   nasceu a Ordem dos Advogados do Brasil Seccional  Mato Grosso, podendo ser considerado o seu pai. Passaram pela sua diretoria ao longo de décadas  as principais personalidades jurídicas do Estado, das quais podemos   destacar Estevão de Mendonça, Sebastião de Oliveira, “Dr. Paraná”, Gervásio Leite, e Benedito Silva Freire.

Assim, é com muita responsabilidade que encaramos este novo desafio, com o objetivo de construirmos um processo de integração entre as instituições, visando não somente o resgate e valorização histórica da nossa gente como também a  implementação de  políticas de  difusão e capacitação jurídica,   propiciando dignidade e acesso ao conhecimento aqueles que não o possuem.